quinta-feira, setembro 10, 2009


Ó meu caro...

se o Switf por aqui chegasse não veria obrigatoriamente "um grupo de políticos na defensiva, sem respeito por si próprios, acossados por jornalistas malcriados e por uma irritação colectiva atiçada por boas e más razões", mas facilmente confundiria debates entre esses pobres acossados com a gamela dos porcos. Cevados, bem entendido. Mas dignos de comiseração, um outro tipo de comiseração talvez encontrado nos círculos percorridos por Virgílio.

E encontraria gente que tem blogues para maldizer quem escreve em blogues e gente que veste farda de comentador televisivo para desfazer os comentadores televisivos e gente que escreve em jornais para desdenhar aquele que escreve em jornais - quando era eu ainda miúdo entre amigos néscios, já então, havia um nome para este tipo de gente. Swift encontraria deuses, enfim, mas deuses menores, quão menores meu caro.

1 Comentários:

Anonymous Carlos Neves disse...

Ora vejamos. "Possidonice". Possidónio. Possidónio, explica-nos qualquer dicionário sofrível - para o caso serve o democrático Priberam -, quer dizer: "Político sertanejo que só vê a salvação do país no corte profundo e incondicional de todas as despesas públicas". Irónico, Joseph...

7:00 da tarde  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial