sábado, janeiro 03, 2004

País à deriva? Nahhh

Ainda me lembro de ler como certas questões literárias eram antigamente resolvidas com umas bengaladas à porta da Brasileira. Talvez até do Martinho ou do Nicola. Quando agora ouço barbaridades no processo Casa Pia, penso para mim naquele provérbio - quem não se sente... Muito me espanta que não corra sangue ou uns dentes partidos a soco, ou mesmo um par de tabefes, como se faz aos apenas crianças.

Se pensarem que é verborreia da minha parte estarão enganados de todo. Pensemos no seguinte, isto não são já questões da Justiça, do país, do bem comum. O tema foi arrecadado para uma guerra entre senhores de poder. Se tal é assim - se não, olhem que a manobra de distracção para o que quer que seja está a resultar em pleno - por que não uns tabefes em quem de direito? Táctica muito baixa, dirão? Respondo já eu, mais baixa do que o quê? É, continuamos a pensar que pertencemos à Europa e somos civilizados. No entanto, há enganos que têm de ser corrigidos, caso contrário sim, nunca deixaremos de ser o país mais a norte do Continente Africano.

Até logo

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial