quinta-feira, janeiro 12, 2006

O Mestre

Toda a gente conhece aquele início "As armas e os barões assinalados...". Mas pouca gente conhece este começo que abre luz:

Nas nossas ruas, ao anoitecer,
Há tal soturnidade, há tal melancolia,
Que as sombras, o bulício, o Tejo, a maresia
Despertam-me um desejo absurdo de sofrer.

O céu parece baixo e de neblina,
O gás extravasado enjoa-me, perturba-me;
E os edifícios, com as chaminés, e a turba
Toldam-se duma cor monótona e londrina."


Isto é do século xix, vale a pena procurar o resto

Um abraço e até logo

1 Comentários:

Anonymous Anónimo disse...

Já viste a nova publicidade da Rádio Popular. "Parvo é chamar parvo aos Portugueses" é contra a publicidade da Media Markt....
Alguém leu o teu blog, meu...

12:27 da tarde  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial