sexta-feira, setembro 17, 2004

Nao sou digno que entreis na minha morada, mas dizei uma palavra e serei salvo

Ando a fugir ha dias de um assunto que me queima por dentro. Para evitar empregar a expressao "filhos da puta". Com escassa esperança acabei por enviar a seguinte carta:


"Caro Pacheco Pereira,

Escrevo para lhe fazer um pedido: dar luz a esta mensagem, já que o seu blog tem a dimensão humana necessária. A história é simples e trágica, segundo o que vi numa reportagem da RTP. Uma menina da Guiné-Bissau foi diagnosticada com um cancro no olho esquerdo em Agosto de 2003. Na Guiné-Bissau. Com a esperança de vida a esvair-se entre papéis e burocracias, apenas agora consegue uma consulta em Portugal - um ano depois. A médica que atende o seu caso no IPO conclui que nada há a fazer e manda-a para casa com Benuron.

Eu já não imagino o que seria ter de lhe explicar, à menina, o que é morrer e as razões por que ela vai morrer. Mas a dignidade na morte, o alívio do sofrimento, é algo que não me passa pela cabeça que ela não vá ter. Éuma infâmia que cai sobre todos nós, sem excepção. Mandar a menina recambiada para a Guiné-Bissau com Benuron é de uma insensibilidade bestial.

Bem sei que o seu blog trata assuntos de outra dimensão, mas o meu, que é muito pequeno, não chega. Por isso, não teria conseguido evitar enviar-lhe este bocado de coração destroçado e descrente na Humanidade que é o meu. Talvez alguém com o coração ainda inteiro e grande entre os seus leitores possa receitar um outro fim de vida para a menina. Um fim menos brutal.

Com um abraço já antecipadamente agradecido"


Um abraço e ate logo

3 Comentários:

Blogger ric ;) disse...

infelizmente, é tudo cada vez mais assim... apenas fachada... apenas fachada, marketing e propaganda.


ajuda?
tss...tss...

11:19 da manhã  
Anonymous Anónimo disse...

bom comeco

6:34 da manhã  
Anonymous Anónimo disse...

Your blog keeps getting better and better! Your older articles are not as good as newer ones you have a lot more creativity and originality now keep it up!

10:11 da tarde  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial