quarta-feira, setembro 15, 2004

Nunca estive só

"E ele tem razão - porque, apesar de tudo, não desiste. Deixo-vos um conselho: leiam-me à vontade mas ouçam-no a ele."

Para perceberem o que eu disse sobre o meu amigo sedentário, leiam o comentário que ele me enviou.

Quanto a sentir-me ofendido com o epíteto de niilista, nunca isso poderia passar-me pela cabeça e apenas tenho a dizer: ainda não mereço tanto. Sempre tive a ousadia de o relacionar comigo, o termo. Nunca havia sido privilegiado com um eco exterior no mesmo sentido.

Carlos, recebo o teu abraço e envio outro na volta electrónica do correio.


Até logo

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial