segunda-feira, junho 14, 2004

Mini-férias

Por uns dias, é provável que isto por aqui vá andar um pouco paradote.

Era para entrar de férias com um post sobre as europeias, mas àparte o síndrome Saramago, a única coisa a registar é que ainda bem que isto de eleger é relativo. Quer dizer, relativo (de percentual) e não absoluto. Assim sendo, apesar da fuga para os areais suados, qual solarium dos pobres, lá ficou assente que a Lusitânia terá uma representação à esquerda. A minha ignorância está de tal maneira bem alimentada que não faço ideia de qual é a família política em maioridade no Parlamento de Estrasburgo.

Continuo a desejar que a coisa se faça à esquerda. Não uma esquerda moderna. Estou-me nas tintas para isso. Uma esquerda pelas pessoas basta-me. E se isso estiver em vias de terceira via ou de extinção, então que se fabrique exija uma direita social.

Um abraço e até já

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial