quinta-feira, maio 27, 2004

Más línguas, maus agoiros

A propósito deste post aqui em baixo. Parece até que eu sou provocador. Alguém que leu aquilo que inocentemente escrevi sobre o folhetim fechado à pressa de Manuela Ferreira Leite disse-me em surdina: "quando ela corrigiu... ainda não era ministra (fez aqui uma pausa) mas já sabia que ía ser".

Eu não sou má língua - nem é preciso dizer que não sou má língua na escrita. Não sou, acabou-se. Portanto, não acredito, isto não pode ser verdade. Se fosse seria grave. Seria caso para despedimento por justa causa.

Um abraço e até já

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial