domingo, abril 29, 2007

ZERO


Lá saiu. Ao fim de 10 anos, o ZERO acaba de ser publicado pela Sinapses, que podem encontrar numa Net por perto.
É uma historieta simples que escrevi aos 27 - na verdade comecei-a quando tinha 25. Era para ser um conto que queria oferecer ao F. C. que tinha acabado de se tornar engenheiro (mesmo) do Técnico.
Mas já sabem como sou. A coisa arrastou-se e só dois anos depois ficou pronta, já ele era Mestre em não sei o quê de energia. Mas, pela primeira vez, resisti a matar o personagem nas primeiras sete páginas.
Diz quem paginou o livro que tem agora 77 páginas.
Se quiserem ver como o gajo me deu a volta e se safou podem clicar em www.sinapses.net.
E há lá mais, muito mais. Muito provavelmente a valerem mais a pena do que eu. Há poesia, contos, novela. Tudo o que faz feliz uma pessoa de bem.
Um abraço e até já, do vosso para a posteridade Paulo Amaral André.

2 Comentários:

Blogger ric ;) disse...

Parabéns, pá!
Agora, venha o pullitzer.
Mas antes disso, as jantaradas com os amigos, que esses sim, são sempre os melhores prémios - verdad?!

=)

2:59 da tarde  
Anonymous Anónimo disse...

OBRIGADO PÁ.

3:24 da tarde  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial