quarta-feira, março 14, 2007

Portugalito

Há um ano, uma bebé foi raptada da maternidade com dias de vida. Um ano passado, descobre-se a raptora e os pais - muito justamente - accionam o hospital e exigem uma indemnização. (Que não deve ser menos do que muitas dezenas de milhares de contos - a bebé viveu doze meses em condições melhores do que as que vai encontrar, os pais sofreram a perda de um filho durante doze meses... só coisas boas.) O bacoco do director do hospital diz em sua defesa : "ai e que não sei o quê e que uma coisa destas só pode acontecer quando é um acto premeditado que não sei o que de resto podemos estar descansados". (se não fosse um assunto sério punha aqui uma risadinha escarninha - por ser deste tipod e cérebros que estão à frente de hospitais - como disse o próprio - "com menos de cinco anos e de segurança exemplar")

Claro, é que há pessoas que vão visitar amigas que deram à luz e, como quem não quer a coisa, sem premeditarem, dizem: "espera aí, e se eu levasse agora um destes pequerruchos comigo?". É que isto de raptar bebés raramente é premeditado, claro. Tenha juizinho homem e pague lá a indemnização. Seja decente.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial