quarta-feira, abril 21, 2004

Quantas?

Isto pode parecer ridículo, mas a única reacção que a morte de Abdelaziz al-Rantissi me provocou foi esta estupidez cerebral: soube da sua morte antes do jogo ou no intervalo do jogo do Benfica. Um médico pediatra que se mantém frio quando (crianças e bebés) israelitas são atingidos pelos seus homens-bomba não me merece mais do que isto. Depois, talvez o tenha imaginado, vi e ouvi uma mulher falar do sahid e de como o marido ou filho ou não sei quem estava destinado a ser um mártir e que era uma hipótese com a qual vivera e vivia bem. Ok. De repente dei comigo a pensar a tal coisa estúpida. Então quando um mártir morre tem sessenta ou setenta virgens à sua espera no paraíso - o que é que acham disto as suas mulheres? Como é que podem apoiar um esposo que se prepara para se desintegrar nos braços de dezenas de virgens?

Fico descansado por não me terem ocorrido dúvidas quanto à forma como Allá arranja assim mulheres de um dia para o outro. E virgens.

Um abraço, até já

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial