sexta-feira, março 12, 2004

A dor assim dói mais perto

Eu também vou fazer o minuto de silêncio. Mas, como este é um blog das coisas mais pequenas, vou estender os sessenta segundos e, como todos os dias, pensar no que posso fazer pelos que não têm comida, os que nascem condenados a uma precária existência de meses, que fazer com bebés levados ao colo para pedir nas ruas e às mães e irmãos que levam esses bebés.

Vou pensar como não mereciam aqueles homens e mulheres que tinham por cumprir a luta diária e acabaram em corpos estilhaçados e pensar nos corpos que por todo o mundo se estilhaçam na mira de bombas "inteligentes".

Pensar em tudo isso e muito mais e, mais do que certo, chegar à conclusão de que nada há a fazer contra a maldade pura, como nada há a fazer contra a prepotência e o egoísmo. Vamos fazer com que este minuto de silêncio passe dos sessenta segundos e se desdobre como vento quente pelas terras do planeta.

Um abraço. Até às 18:00

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial