sexta-feira, janeiro 07, 2005

"Senhor! Abençoai o pai, a mãe, os manos, os avós, os tios, os priminhos e toda a gente"

Ásia - agora parte de nós.
Pequenos anjos caídos.
A dignidade possível na vala comum.

A ignomínia do esquecimento agora lembrado.
Pequenos anjos caídos com os olhos postos em nós.

E nós - nós deixaremos de ser o que somos
enquanto as imagens povoarem o imaginário quotidiano.
Para - de novo - mergulharmos na distância.
Na distância que afasta.
Na distância.
Dos dias - do que não é assim tão importante.


O título deste post é roubado a um outro blog (o Post Scriptum) - mas está impregnado da essência da "anima".


Um abraço e até logo

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial