domingo, julho 25, 2004

Robin Hood de Lockesley

Estava a ler sobre o Rendimento Social de Inserção e lembrei-me do senhor da floresta de Sherwood. Vá-se lá saber porquê.

Eu penso que nunca disse nestas páginas que tinha alguma crença no mundo. Se o disse, hoje retiro-o.

A propósito de Robin Hood, ajudar os que não precisam, não obrigatoriamente mas, pode ser um erro. Ajudar quem precisa, não é beneficência, filantropismo ou caridade - é uma obrigação. Não o fazer, não o fazer não tem nome, é um gesto canalha.

Quem tem de cuidar dos seus que não têm como se cuidar não olhará certamente a meios para o fazer. Eu não olharia, caso a Autoridade me retirasse dos caminhos do futuro. Apenas precisa de uma mão para se levantar quem está por terra. Se há um canalha a meter essa mão no bolso, então que seja ele a derrubar - por todos os meios.

Como eu espero estar enganado e vir um dia a ser obrigado a engolir este fel mal expurgado.

Um abraço e até logo

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial