quarta-feira, março 17, 2004

O deserto de Wadi Rum, na Jordânia

Num documentário que passou na 2:, o rei Abdullah da Jordânia contou esta história.

Um dia, o tio levou-o pelo deserto de Wadi Rum. É uma história sobre a hospitalidade dos beduínos. A areias tantas, deram com um homem, beduíno, um ser dos desertos. Ele convidou-os para jantarem com ele. Chamou-os para próximo de sua "casa" e disse-lhes para esperarem, partindo de seguida a cavalo. Chegou horas depois com doze ovelhas. Era o jantar para a comitiva.



Souberam depois que o beduíno tinha ido vender o seu cavalo branco, o bem mais precioso que possuía, para comprar as ovelhas. Deu o que tinha para dar. Mas, fazendo-o, deu muito mais. O tio de Abdullah, sabendo do sucedido, foi ao mercado, comprou o cavalo, doze ovelhas e ofereceu-os ao homem.

Não cheguei a perceber se o beduíno sabia estar na presença de príncipes. Não creio, de qualquer forma, que tenha interesse. É desta gente também que se faz a terra de infiéis. Gente desta...

Um abraço, até logo

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial