quinta-feira, abril 21, 2005

A vida é injusta. É.

Coitado do rapaz. Então, queixa-se Sá Pinto que um gajo lhe deu um piparote no rabo e que ele - APESAR DE SER CRISTÃO - ainda não consegue dar a outra face e foi-se a ele e desfez-lhe as ventas. Mas, diz Sá Pinto, é um homem honrado e que coisa e tal, mas que há coisas que levam a perder a cabeça. E que muito provavelmente naquela situação voltaria a fazer o mesmo.

Eu acho - mas isto sou eu a falar, lá está, as minhas coisitas de quem não tem mais nada para fazer -, eu acho que quando Sá Pinto se atirou às fuças de Artur Jorge por não sei o quê, o que pensou logo a seguir é que o seleccionador tinha todo o direito de reagir, se pudesse, é claro. Vista a proporção da coisa: pontapé - parto-te a cara toda; parto-te a cara toda - um taco de basebol nas rótulas?

Por acaso até gosto do rapaz, mas há queixinhas que só se fazem aos amigos.

1 Comentários:

Anonymous Anónimo disse...

Facciosismo...

9:23 da manhã  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial