terça-feira, novembro 20, 2007

Amigos longínquos

Fui vê-lo, enfim - vê-los. Como podia não? Quando os ouvi pela primeira vez, aos 12 anos, tinha já morrido o Ian Curtis, 11 anos mais velho do que eu. Vejo-o agora 14 anos mais velho do que ele. E a aliança. A aliança que sempre me escapara nas fotografias. Puta de vida. Saí do Monumental triste como a noite. Mas não podia deixar passar este rendez-vous.

1 Comentários:

Anonymous Carlos disse...

Curioso. Curioso saber-te por paragens familiares. Também fui ver o percurso de sentido meridional do Curtis. No Monumental. Também de lá saí "triste como a noite", mas por outro motivo. Na penumbra alguém rejeitou a minha mão com o argumento da dormência. Percebemos que estamos a mais quando deixamos alguém dormente. "There's no business like show business"...

6:53 da tarde  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial